ARTIGO

Oficina de Memória – um trabalho de promoção à saúde

quarta-feira, 18/10/17 11:54

Promover a saúde é fundamental para alcançarmos a qualidade de vida. O processo de envelhecimento no Brasil encontra-se acelerado e cada vez mais observamos a busca pela promoção à saúde por parte das pessoas. Esperar adoecer para depois tentar se tratar já não faz parte do pensamento da grande maioria da nossa sociedade.

Há diversas maneiras de se envelhecer e várias formas de viver este processo, podendo o envelhecimento ocorrer de duas formas: pelo processo de senescência (envelhecimento saudável) ou pelo processo de senilidade (envelhecimento patológico).

Dentro desta perspectiva, a Oficina de Memória é um trabalho de promoção à saúde que visa a senescência, ou seja, objetiva estimular o cérebro dos participantes com intuito de manter uma memória ativa além de proporcionar a socialização, pois as atividades são realizadas em grupo.

Quando a indivíduo possui algum declínio cognitivo, não é impedimento que ele participe de grupos de Oficina de Memória. Pelo contrário, participando deste trabalho ele será mais estimulado e aumentará o tempo de funcionalidade na interação com o meio ambiente.

As pessoas que procuram o trabalho de Oficina de Memória, não necessariamente possuem problemas de memória e na maioria das vezes são consideradas saudáveis e estão em busca da promoção à saúde. O que se observa nestas pessoas ao participarem deste trabalho é um aumento no potencial cognitivo que possibilita uma vida mais saudável e funcionalmente feliz.

Não podemos pensar que nosso cérebro foi feito para se aposentar. Quando a pessoa não exercita mais o cérebro é bem perceptível falhas na linguagem, no raciocínio e principalmente na memória. A Oficina de Memória é capaz de retardar sintomas neurodegenerativos, pois ela possibilita um aumento do potencial cognitivo. Além disso, há um ganho social importantíssimo porque laços de amizades são construídos e reforçados durante as aulas e o fato de pertencer a um grupo, promove bem-estar ao ser humano.

Sabe-se hoje que a memória humana é falível em qualquer momento da vida e que nem todo esquecimento é patológico (doentio). Devemos prestar atenção se os esquecimentos chegam a atrapalhar nossas atividades de vida diária. Caso isso ocorra é necessário investigar e buscar ajuda profissional.

Portanto, a Oficina de Memória é um trabalho de promoção à saúde direcionado para as pessoas consideradas saudáveis, que desejam manter uma boa memória e se socializar, quanto as pessoas que possuem algum déficit cognitivo (principalmente problemas de memória).  Não importa em qual grupo você se enquadra e sim entender a importância de exercitar o cérebro constantemente para manter uma vida saudável.

 

Débora Guizoli

Psicóloga (CRP 04/31433)

(Instrutora de Oficina de Memória)

Especialista em Gerontologia pela PUC/MG

debora@memoriaativa.com.br

www.memoriaativa.com.br

Débora Guizoli

É psicóloga, com pós-graduação em Gerontologia pela PUC Minas. Atua como Instrutora de Oficina de Memória no SINJUS-MG. Possui experiência com trabalhos em grupo focados em Estimulação Cognitiva e Desenvolvimento Humano.

Meus últimos artigos

ver mais
ARTIGO Velhice é diferente de doenças sexta-feira, 30/06/17 11:52
ARTIGO Nomes, como recordá-los? sexta-feira, 19/05/17 12:54
Top