O Núcleo de Saúde do SINJUS, focando a relação trabalho/adoecimento e trabalho/sofrimento, está disponibilizando um espaço clínico para atendimento psicológico individual: a Clínica do trabalho, com o Psicólogo Arthur Lobato. O agendamento para atendimento individual aos filiados é feito pelo telefone (31) 3213-5247.

O mundo do trabalho atual significa para o trabalhador o avanço do projeto neoliberal, consolidando o tripé do Consenso de Washington: Estado mínimo, privatização e terceirização. Neste modelo, perda de direitos trabalhistas, precarização das condições de trabalho e competitividade representam a realidade do trabalho tanto na iniciativa privada quanto no serviço público. Já é constatado na saúde do trabalhador/servidor público os efeitos nocivos da tecnologia da informática, que têm acelerado o ritmo de trabalho, aliado a um modelo de gestão da iniciativa privada que adoece e gera sofrimento ao trabalhador, porque metas e produtividade sem condições de serem realizadas, e desrespeito aos limites humanos são o principal conteúdo do discurso empresarial.

Esta organização do trabalho e este modelo de gestão fundamentado na hierarquia/disciplina, via autoritarismo, são responsáveis por diversos tipos de sofrimento relacionados ao trabalho. Os principais transtornos mentais e emocionais envolvendo a saúde mental e emocional dos trabalhadores são, principalmente, a depressão e a ansiedade. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a depressão é uma das principais causas de incapacidade no mundo, sendo que o suicídio associado à depressão faz cerca de 850.000 vítimas, anualmente.